Abóbora japonesa ao contrário do que o nome sugere surgiu na Guiné, na África, e veio para o Brasil no século XVI trazida por portugueses.
No nosso país o alimento é conhecido por nomes diferentes dependendo da região. No Nordeste a abóbora japonesa pode ser chamada de jerimum, enquanto no Sul do Brasil o produto é chamado de moranga.
A abóbora japonesa é rica em vitaminas do complexo B, vitamina C e vitamina E. Atuando sobre o sistema nervoso, fortalecendo as funções imunológicas e e prevenindo o envelhecimento precoce.
Nessa receita usamos apenas sua polpa, mas suas sementes também podem ser aproveitadas, pois são ricas em fibras alimentares que auxiliam no bom funcionamento do intestino.
Esse pão de abóbora fica uma delícia!!!